• Leila Dienne Martínez

Como tudo começou "De mala e cuia no Qatar"

Atualizado: 6 de Set de 2019

Meu nome é Leila Martínez, sou gaúcha e estou morando em Doha, capital do Qatar desde 2012 , sou guia de turismo licenciada pela Qatar Tourism Authority.

Saí do Brasil em 2007 em razão do trabalho do meu esposo, que era piloto da Varig na época. Nesses doze anos já moramos em várias cidades: um ano em Shanghai/China, quatro anos em Shenzhen/China e sete anos em Doha.


Se tem um conselho que dou às pessoas é para que elas tentem sair da sua zona de conforto, dá trabalho mas vale a pena. O difícil foi sair do Brasil, mas depois que você sai seu desprendimento e capacidade de adaptação te tornam uma pessoa do mundo.

Museu de Arte Islâmica

Não interessa para que país você migre, no início o principal é você se informar sobre a cultura local. Foi assim na China,onde me vi obrigada a cursar a faculdade de Mandarim para facilitar a comunicação; pois, pouco se falava o inglês por lá.

Aqui no Qatar a adaptação já foi bem mais fácil; o país apesar de ter como língua oficial o árabe,tem o inglês como o idioma mais falado. Como mais de 70% da população residente no país é composta de estrangeiros e o fato do país ter sido protetorado Britânico por 55 anos tornam o inglês um idioma popular.


Antes de começar a trabalhar como guia comecei a estudar a cultura local, estilo de vida e o Islamismo. A partir daí surgiu a necessidade de registrar esse conhecimento, então criei a página do Turistando em Doha https://www.facebook.com/turistandoemdoha/ Porém, a página só ficava visível para mim, nela fui postando sobre assuntos que me interessavam, sobre pontos turísticos e sobre obras que estavam sendo realizadas por aqui. As coisas foram acontecendo juntas e logo em seguida uma amiga, que trabalha como guia em Dubai, me enviou meus primeiros turistas. Então o estudo deixou de ser hobby e passou a ser trabalho, nesse momento resolvi tornar a página pública. Hoje além da página do Facebook gerencio uma página no Instagram onde compartilho pontos turísticos e experiências de turistas brasileiros.


Viver no Qatar tem sido uma das melhores experiências da minha vida. As pessoas tem uma idéia muito errada sobre a vida em um país islâmico. Morar em Doha não é o bicho de sete cabeças que as pessoas imaginam. Levamos uma vida normal como a do Brasil, com a vantagem de estarmos quase totalmente seguros, porque 100% seguro duvido que exista. Crimes não são frequentes por aqui e quando acontecem, a punição é muito severa.


Claro que não saí do Brasil sozinha, e tudo fica mais fácil quando você tem parte da sua família por perto.

Nossos filhos vieram conosco, hoje já estão com suas vidas traçadas por novos rumos mas fizeram seus estudos aqui e tiveram oportunidade de conviver com qataris e expatriados. Isso foi ótimo, pois nos deu a oportunidade de conhecer diretamente a cultura islâmica aprendendo a respeitar e ser respeitados.


Como o número de estrangeiros é enorme por aqui, vivemos todos em comunidades. Cada nacionalidade tem a sua, e dentro de cada nacionalidade ainda temos as comunidades por afinidade. Por exemplo, na comunidade Brasileira temos a comunidade do Futebol, a da Contrução Civil, a da aviação... Eventualmente existem eventos onde ocorre uma mescla das comunidades, mas é ocasional!Eu tenho amigos em todas comunidades,ao meu ver a troca de experiências é fundamental na vida do expatriado.


O Qatar produz muito pouco além de petróleo e gás natural, e hoje é o terceiro maior produtor mundial de gás, ficando somente atrás da Rússia e do Irã. Sua riqueza vem do gás e não do petróleo como erroneamente as pessoas imaginam. Por isso quase tudo é importado, o que torna o custo de vida um pouco elevado. Mas por outro lado, o País é livre de impostos então a renda é 100% sua.

Roupas são extremamente acessíveis e o valor do combustível é cerca de metade do valor cobrado no Brasil.



Muitas pessoas me perguntam sobre as roupas, como é meu dia a dia.

O que tenho a dizer é que levo a mesma vida que levava no Brasil. Trabalho, estudo, dirijo, vou ao supermercado, saio com os amigos, vou a balada...

Tudo sem precisar usar as roupas dos locais, apenas respeitar o dress code, ou seja, minissaias, shorts, top não são bem vistos em locais públicos. Você pode usar, mas corre o risco de ser chamado a atenção.


Meu conselho: evite esse tipo de roupa ou carregue com você uma echarpe,se precisar usar esteja prevenida.

A única situação em que necessito cobrir os cabelos é para visitar as Mesquitas. Nesse caso também é recomendado aos homens não usar bermudas muito curtas, e lembre-se SEMPRE tire os sapatos.  


E como fica o feijão nosso de cada dia? O churrasco e o chimarrão?

A culinária daqui é variada, mas você encontra a comida local e a de outros países de origem árabe por todos os cantos e com um preço bem justo. A proximidade entre os Países do Golfo faz com que a comida da região seja muito diversificada e com várias influências,às vezes fica difícil de você identificar se é comida Turca, Árabe,Síria, Libanesa ou Qatari... Apesar das pequenas diferenças todas são deliciosas ao meu paladar. O feijão vem na mala junto com a erva mate , e a carne do churrasco conseguimos comprar picanha brasileira com facilidade.

Falcoaria uma das tradições do país

Como já falei antes, acho fundamental para você se sentir bem num local você primeiro estudar o básico sobre a cultura. Isso evita constrangimentos e torna seu dia a dia mais fácil.

Respeitar a cultura alheia é o segredo para você estar bem em qualquer local.

Na nossa casa temos tudo que lembra a família e os amigos, nunca falta o chimarrão, a churrasqueira, a bandeira brasileira, fotos e uma música de qualidade.


Dos meus lugares preferidos em Doha e que você não pode deixar de visitar na sua passagem por aqui, com certeza o Souq Waqif.

É um lugar maravilhoso para explorar a cultura local, fazer compras, jantar ou simplesmente jogar seu tempo fora em um dos muitos cafés localizados ao ar livre na rua principal.

O Souq é o lugar onde você poderá apreciar de perto as belezas da cultura árabe, tipos de vestimentas, provar comidas locais, comprar temperos exóticos, assistir à danças típicas, segurar um falcão e outras inúmeras atividades.


Sem contar q eu acho que é a imagem mais bonita que você pode levar daqui. A imagem de um povo receptivo, amante das suas raízes e que tenta preservá-las.


O Qatar hoje é um grande canteiro de obras, pois está vivendo intensamente as transformações para sediar a Copa de 2022.

Isso, ao meu ver dá ao país um charme especial. Poder presenciar a transformação dessa cidade, o poder que a engenharia  e o dinheiro tem de transformar o deserto em construções belíssimas e em lugares verdes, é fascinante.

É bom lembrar que no espaço de 70 anos, o País saiu do completo anonimato para se tornar uma das maiores forças regionais, com direito a um canal de TV próprio visto no mundo inteiro, a TV Al- Jazeera.

O Qatar é considerado o país mais seguro da região, por isso a maior Base Aérea Americana fora dos Estados Unidos, está implantada aqui em Doha.

A cidade já era linda quando cheguei aqui, a cada dia que passa me encanto mais pelas belezas que estão surgindo e vejo que o País está abrindo as portas para outras culturas, acredito que até a Copa muita coisa ainda vá mudar.

Surpreenda-se com o Khor Al Udeid - Inland Sea ou Mar de Dentro


Ficou com vontade de se aventurar pelo Qatar?

Você só precisa providenciar sua passagem pela Qatar Airways,voos direto diariamente de SP/Doha. Fazer uma reserva nos inúmeros Hotéis e trazer seu passaporte válido,visto você não irá precisar pois desde outubro de 2017 o país liberou visto para brasileiros e mais oitenta nacionalidades.


Não esqueça de pôr na bagagem protetor solar, sapatos confortáveis e muita, mas muita vontade de aprender.

Se você souber se despir dos preconceitos que existem na mídia contra a cultura islâmica você sairá daqui outra pessoa com o banho de cultura que irá receber.


A hospitalidade é um dom que todo árabe preserva no coração, se você  for simpático sempre terá alguém para lhe oferecer um café, um chá ou uma tâmara (iguaria do deserto).


Aceite o gesto de carinho e aprenda a agradecer:  Shukran!


Quer saber mais sobre os costumes, obras para a Copa e tudo que está acontecendo por aqui, me siga nas redes sociais,deixe seu comentário ou sua dúvida. A partir de hoje temos um canal direto onde poderei dividir com vocês minhas experiências pelo deserto.


Seja bem vindo! Marhaba !


#turistandoemdoha #guiabrasileira #copa2022 #doha #qatar



0 visualização

2019 @turistandoemdoha 

Todos os direitos reservados

Fotos by Leila Martinez /Diogo Martinez

Desde 2014

Doha, Qatar 

info@turistandoemdoha.com

Whatsapp +974 33185310

33540380_779311298925896_486314662980222
1c23791d-a214-4fc2-867e-9e4374712b68.JPG
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social